BENVINDOS AO MEU BLOG

Espero que gostem do meu blog, minha intenção é expor os meus pensamentos e sentimentos a todos aqueles que
tiverem vontade de ver e compartilhar um pouquinho de mim...

Fiquem a vontade para postar qualquer comentário..é bom saber a opinião de vocês.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

ESCOLHAS


A gente nunca espera que certos momentos possam chegar as nossas vidas. Sabemos que ele pode existir e, queira ou não, vamos passar por isso. Tinha fé e a expectativa de que o meu momento não fosse tão temporão desta maneira e que poderia ter sido infinito e imortal.
A perfeição nunca foi o meu melhor aliado; tive quantidades de falhas imensas, até persisti algumas vezes em bater a cabeça contra a parede, mesmo sabendo que isso causaria dor...
Agora vejo que o circulo esta fechando e já não há mais com que lutar, só há um vazio enorme que suga toda a luz e me deixa perdido e desiludido com tudo e principalmente comigo mesmo.

-Melhor assim, vocês poderiam dizer!!!  Há males que vem para o bem... Discordo.

Levo esta carga nas minhas costas, afinal devemos ser conscientes dos nossos atos e aceitar o desejo e a vontade dos outros, neste mundo ninguém pertence a ninguém. Vivemos em uma sociedade onde é bonito cultuar o amor, de amar com fervor àquele que a gente quer de verdade. A alma e o corpo pedem por isso, mas infelizmente o amor só alimenta a alma, o corpo pede muito mais, a sociedade implora por satisfações materiais, do “status” financeiro, do nível social, das tuas possessões e o que você pode fazer com isso.

Privado de tudo isso a gente se torna um ser inconveniente nesta massa imensurável de corações que buscam de um lado ao outro a medicina do amor para serem curados, buscam aquele apoio que facilita que o rumo desejado seja um caminho feliz nesta trajetória inenarrável.
A vida é uma coisa efêmera, nunca desistimos daquilo que não conseguimos deixar de pensar, no entanto quando não a alcançamos começamos a dar voltas e voltas a fim de substituí-las por algo de igual ou melhor valor. Trocam-se os valores com a velocidade da luz e deixa-se de pensar de forma civilizada no intuito de assim ter o pretexto de tudo abandonar e colocar terra por cima e esquecer de que isso existiu.

Meu caminho agora mesmo compreende em uma grande nebulosa, não tenho expectativas de melhora em nada. Meus alicerces estão abalados pelo terremoto que a tua ausência anda causando. Nossos atos não são dignos para que tenhamos confiança e respeito entre nós, são demasiadas peças soltas neste quebra cabeça que tentamos decifrar e que por mais que tentamos não conseguimos ver o retrato final.
Penso em abandonar tudo, de deixar a maré me levar e assim, se um dia tivermos dias de sol e certeza, poderemos nos ver de novo. Meu único medo é que navegando sem rumo podemos chegar a diferentes portos e jamais na vida coincidirmos de novo.

Sem rumo eu te deixo, na esperança que possas encontrar o teu, com celeridade e jubilo para que sejas afortunada nas escolhas que a vida te trás.


2 comentários:

  1. Isso é uma expressão muito clara da dor que você e muitas outras pessoas sentem quando tem que deixar alguém...
    Espero que você encontre um porto seguro... Sorte

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelas bonitas palavras de conforto Felipe.

    ResponderExcluir